top of page
  • mircentrosulonline

O QUE JAIRO NOS ENSINA SOBRE MILAGRE Parte final


“E aconteceu que, quando voltou Jesus, a multidão o recebeu, porque todos o estavam esperando. E eis que chegou um homem de nome Jairo, que era príncipe da sinagoga; e, prostrando-se aos pés de Jesus, rogava-lhe que entrasse em sua casa. Porque tinha uma filha única, quase de doze anos, que estava à morte. E indo ele, apertava-o a multidão.” (Lucas 8:40-42)


Por onde Jesus passou realizou milagres na vida dos que foram até Ele. E a verdade é que Ele tem milagre para realizar na sua vida, assim como fez na vida de Jairo. Então, abra o seu coração para aprender o que a vida de Jairo pode nos ensinar sobre milagre.


Pedir para impor as mãos


Jairo, como um sacerdote ou oficiante, cria no princípio de imposição de mãos e pediu ao Senhor que assim fizesse sobre a sua filha. Ele tinha fé que se Jesus impusesse as mãos sobre ela, a menina seria curada, tanto que disse: “Rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos.”


A imposição de mãos é um ato de consagração desde o Antigo Testamento, como podemos ver em Números 27, como uma assinatura que delega poder, autoridade, comunhão, concordância e participação da vida do outro em seus objetivos e propósitos definidos.


Na mente de Jairo, como sacerdote, ele sabia a importância de impor as mãos para que o milagre chegasse até a casa dele. Mas, nesse interim, acontece algo inesperado: “E uma mulher, que tinha um fluxo de sangue, havia doze anos, e gastara com os médicos todos os seus bens, e por nenhum pudera ser curada.” Chegando por detrás dele, tocou na orla do seu vestido, e logo estancou o fluxo do seu sangue. E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, as multidões te apertam e pressionam, e dizes: Quem é que me tocou? E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu poder. Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo e, prostrando-se ante ele, declarou-lhe diante de todo o povo a causa porque lhe havia tocado, e como logo sarara. “E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz.” (Lucas 8:43-48)


Acreditar em Jesus


Enquanto Jesus estava conversando com a mulher do fluxo de sangue, a Bíblia relata que chegou um príncipe da sinagoga para dar a Jairo a notícia que ele não queria receber. “Estando ele ainda falando, chegou um dos do príncipe da sinagoga, dizendo: A tua filha já está morta, não incomodes o Mestre.” (Lucas 8:49)


Que teste de Fé e que nos faz ver que precisamos saber a quem vamos ouvir. Não podemos nos concentrar nos que anunciam maldição. Vozes contrárias nos assustam por um momento, mas não ficarão por muito tempo na nossa mente se soubermos ouvir o Mestre.


Observe que os roubadores de milagres não estão distantes, são pessoas que temos confiança nelas. Alguém com a mesma função, mesma autoridade, mesma experiência amarga na comunidade, porém sem a mesma visão de quem estava com Jairo, Jesus. “Jesus, porém, ouvindo-o, respondeu-lhe, dizendo: Não temas; crê somente, e será salva.” (Lucas 8:50)


Jairo ficou com a última resposta de Jesus, não olhou para quem confessa o contrário nem para quem ria dele. E esse foi o desfecho do milagre que presenciou na sua casa: “Estando ele ainda falando, chegou um dos do príncipe da sinagoga, dizendo: A tua filha já está morta, não incomodes o Mestre. Jesus, porém, ouvindo-o, respondeu-lhe, dizendo: Não temas; crê somente, e será salva. E, entrando em casa, a ninguém deixou entrar, senão a Pedro, e a Tiago, e a João, e ao pai e a mãe da menina. E todos choravam, e a pranteavam; e ele disse: Não choreis; não está morta, mas dorme. E riam-se dele, sabendo que estava morta. Mas ele, pondo-os todos fora, e pegando-lhe na mão, clamou, dizendo: Levanta-te, menina. E o seu espírito voltou, e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer. E seus pais ficaram maravilhados; e ele lhes mandou que a ninguém dissessem o que havia sucedido.” (Lucas 8:49-56)

42 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Em construção
bottom of page